Página Inicial

Nota da Aprosoja Paraná sobre tabelamento para o frete

Publicado em 12 de julho de 2018

A Associação dos Produtores de Soja e Milho do Paraná (Aprosoja Paraná) vai buscar todos os recursos possíveis no âmbito dos poderes executivo, legislativo e judiciário para reverter a regra que instituiu o tabelamento do preço do frete para o transporte rodoviário de cargas.

A Aprosoja Paraná critica a rapidez com que a MP 832/2018 foi aprovada no plenário da Câmara dos Deputados, nesta quarta-feira (11/7), e lamenta a falta de um debate mais profundo tendo em vista os impactos que a medida vai causar em toda a economia brasileira.

Representando praticamente 100% da área plantada de soja no país, a Aprosoja Paraná alerta que o frete mínimo vai encarecer o custo de produção agrícola e inviabilizar a comercialização de muitos produtores, além de aumentar o custo para o transporte dos produtos da cesta básica e provocar alta da inflação.

Para a entidade, a MP contraria a lei da oferta e da demanda, vai desregular o livre mercado e provocar um efeito cascata nos preços de todos os produtos que dependem do transporte rodoviário de cargas para chegar aos consumidores.

Segundo a associação, se a medida não for revertida, os produtores e consumidores irão “pagar esta conta”.

Aprosoja Paraná